Expectativa gera responsabilidade, o que leva à necessidade de mais trabalho e a uma atenção ainda maior aos detalhes.
     
A unica forma de se manter a frente em qualquer área é dedicar-se ao processo de preparação com pelo menos o mesmo entusiasmo do segundo colocado.
     
É obrigação do treinador, do líder, em buscar em si mesmo as causas do insucesso e assumir responsabilidades em vez de recorrer a desculpas.
     
Atenção a todos os momentos – a decisão quase sempre está nos detalhes.
     
É fundamental que o líder monitore intensamente sua relação com os colaboradores em momentos de sucesso.
     
Disciplina não é somente impor e seguir regras rígidas. É, sobretudo, obter o envolvimento de todos numa mesma dinâmica de trabalho.
     
A missão do líder e sua contribuição de buscar o máximo de cada um muitas vezes contrariam interesses, mas ele deve seguir suas convicções sem buscar popularidade, e sim o melhor para sua equipe.
     
A confiança é a base de qualquer relação. E é sobre esse pilar que devemos construir o relacionamento com nossos colaboradores.
     
A traiçoeira armadilha do sucesso é um alçapão em que costumamos cair quando, embriagados por eventuais êxitos, passamos a nos achar melhores que os outros, quando não invencíveis, e nos afastamos da essência do sucesso: a preparação.
     
Deve-se exigir mais de quem tem mais a dar. É fundamental conhecer as pessoas para motivá-las.