O poeta é apenas um veiculo de emoções, transportando-nos ao mundo dos que se atreveram a sonhar.
     
Quando se transporta além das portas dos sonhos, o mundo gira e pula em novas garantias, tanto para se sonhar com o realizar dos sonhos. O que não sonha, apenas vegeta aqui, apenas respira e não sabe que os sonhos são parte do amor que a vida oferece em cada dia.
     
Quando um homem, pensa já ter visto tudo, ele ainda nada viu do interior de ser humano. O interior de um ser humano é mais vasto, profundo, denso, disforme que uma verdadeira galáxia. O pior é quando se projeta em buracos negros e teima em não sair...
     
Só, apenas mergulhando de cabeça e bem afundo na infelicidade se sabe dar o devido valor e reconhecer a verdadeira felicidade.
     
Aqueles que se julgam espiritualizados e acima de qualquer ser apenas são pedaços de aprendizes, são os ignorantes da vida. Os verdadeiros sábios são os que nada sabem e ajudam no momento certo com a palavra e conselho adequado ao momento. Eu já um pastor (de rebanho de cabras) sem qualquer formação de escola dar uma lição de sabedoria a um sábio. Talvez a humildade seja o melhor instrumento dos verdadeiros filhos de Deus e não a vaidade como muitos a usam e abusam.
     
Cada um deve receber o que fez e almejou no amor e na verdade o que invejou e fez de mal ao outro deve, o receber com os devidos juros também. Ninguém é Deus para julgar, mas somos nós mesmos os julgadores de nossas ações do dia a dia.
     
Às vezes somos colocados perante situações caóticas, para que saibamos receber e reconhecer as situações de amor.
     
Amizade é o maior tesouro e nenhum cofre o pode guardar apenas o teu coração.
     
A verdadeira amizade é como barragem, sendo bem edificada ela permanece indestrutível, senão ela racha e toda a água se esvazia... Assim é amizade, ou é solidificada, verdadeira e sólida ou apenas uma ilusão nada mais.
     
O amor é como uma montanha, sempre fresco e perfumado como é na primavera, mas quando mal cultivado logo fica um deserto e ai que se salve quem puder...