Eu acho que uma regra simples de negócio é fazer as coisas que são mais fáceis primeiro, e assim você pode fazer um grande progresso.
     
As pessoas pensam que a inovação é apenas ter uma boa ideia, mas na verdade é sobre ter muitas ideias e se mover rápido para tentar coisas diferentes.
     
O maior risco é não se arriscar. Em um mundo que muda muito rápido, a única estratégia em que a falha é garantida é não arriscar.
     
É melhor você tentar algo, vê-lo não funcionar e aprender com isso, do que não fazer nada.
     
Quase 100 porcento das pessoas se consideram comprometidas com o seu emprego. Ser empreendedor corporativo é ir além disso. É tornar-se um protagonista organizacional.
     
Um cliente que gosta do seu trabalho te indica pra uns dez, e desses dez uns dois fecham contrato com você, mas um cliente que não gosta do seu trabalho ele reclama para uns vinte e desses vinte, trinta não aceitam te contratar... a propaganda negativa é muito mais viva o que a positiva e circula como um vírus.
     
Não devemos dar mais valor à lua do que as estrelas, pois a beleza do céu que vemos a noite é o resultado de um trabalho em equipe.
     
No mercado de trabalho percebi que há duas formas de ganhar dinheiro: Primeiro, ser bom no que faz, e ter a sorte de ganhar a graça de um padrinho, caso contrario serás apenas um talento desperdiçado lutando contra a maré. Ou ser ruim no que faz, mas possui o dom da falácia, colocando os outros para trabalhar por você e assim ganhar os méritos em cima dos serviçais.
     
Saber ler, saber ouvir e saber falar são estímulos importantes para seu desenvolvimento pessoal e profissional.
     
A empresa deve fazer reunião para decidir, não reunião para reunir.
    Pedro Grenden