A vida é uma doce ilusão, feita pra ser vivida com amor e paixão, é como o trem que passa rápido diante dos nossos olhos, rumo a próxima estação.
     
A paixão é como um livro novo, que você lê e se encanta, mas não lê novamente, porque o encanto já se foi, afinal, agora você já sabe o final da história. O amor é como um livro velho, que você já leu várias vezes, mas ele nunca perde o encanto, porque você escolheu fazer dele seu livro predileto.
     
Mesmo que você, queira esconder não vai conseguir, ocultar! O brilho dos olhos não negam. Quando você fala da pessoa que te provoca caos... ardor, terror, excitação, uma guerra interior, de sim e de não... Você paira no ar entre o céu e o inferno; Você não quer mais... quer chama-se paixão.
     
A paixão passa. O amor é eterno quando verdadeiro.
     
Quando o sol se põe e as luzes se apagam me dando o sinal que o dia terminou, é hora de agradecer e de adormecer sonhando com mais um amanhecer de muita paixão e muito amor pela vida.
     
E se não perder o controle, não chame de paixão.
     
Paixão... pior alucinógeno... Faz ver o que não existe... O amor!
     
Paixão... pior alucinógeno... Faz ver o que não existe... O amor!
     
Paixão... pior alucinógeno... Faz ver o que não existe... O amor!
     
Sou céu , estrela e mar, versos , flor e canção, outono, inverno e verão, o fogo que brilha nos olhos, de quem ama a vida com paixão.