Poema Natal é...

Natal... vida, sentimentos belos,
Natal... uma ruptura com o apartheid social.
Queira os humanos sentir o pulsar do Natal;
Quisera a raça humana ouvir o coral desse Natal!
Sair do casulo;
Reconstruir, construir, limpar o sacrário!
Momento oportuno de nascimento e renascimento;
De percorrer a trilha, rumo ao Cristo.
Pensar que não se encontra Cristo
Nem participa do seu nascimento
Quem não tem o ser humano como "projeto divino".
Não há Natal com fome,
Não há natal com corrupção,
Não há Natal com concentração.
Mas surge uma esperança...
A estrela brilha bem longe!
Uma multidão se encontra
A raça humana louva, e
Você se fez presente!