Poema Feliz Natal

Repicam sinos com fervor,
Nos campanários...

Alvoroçados com notícia que os seduz,
Gritam aos povos e aos recantos solitários:

Nasceu Jesus! Nasceu Jesus! Nasceu Jesus!

A boa nova vem dos magos legendários,
Aqui trazidos pela estrela que conduz:

Bichos, pastores, anjos, todos solidários,
Reverenciam o pequenino rei da LUZ!

Menino Deus que se fez homem por bondade,
Doou-se a nós, livrando-nos de todo o mal,
E ensinou-nos que a maior felicidade é ser fraterno,
Amando a todos por igual.

Enquanto houver alguém que viva essa verdade,
Ao relembrar o nascimento divinal,
A voz dos sinos se ouvirá na Eternidade:

Feliz Natal! Feliz Natal! Feliz Natal!